Este blog é uma reunião de textos exclusivamente autorais. Para conhecer mais de mim, dividir sons e sabores poéticos, musicais, cinematográficos, e tantos outros cheiros mais além dos meus, venha tomar um expresso esparramado nas almofadas fofas do meu outro blog, o Abundante-mente. Te espero lá com as velas acesas.

14 de outubro de 2010

Ao meu rei Artur

Artur vem chegando num sopro de brisa. Antes de beijar demorado sua testa rosada e abraçar em aconchego o seu corpo franzino, já lhe faço uma coroa. Todos os dias fio uma volta: hoje é carinho. Ontem, felicidade. Amanhã, começo a enfeitar o alto da cabeça com as nuvens mais fofas - azulbebê. Artur vem chegando com todas as flores e cores do mundo. E sorte. Muita sorte de conhecer o amor, antes mesmo de receber o primeiro sorriso. Porque eu amo tanto, que não cabe em mim a felicidade de conceber o meu primeiro sobrinho. Artur é meu rei, de pernas cruzadas, nadando gostoso no quentinho do ventre. Ele é mais uma estrela dessa constelação que faz minha vida brilhar todos os dias. E meu peito ansiar fevereiro - já é carnaval aqui dentro.


Sylvia Araujo

3 comentários:

Sabiana M. disse...

ai q fofo!
Meu primeiro sobrinho tbem está a caminho e tbem chega em fevereiro e tbem sou titia babona!
êbaaaaaaaaaaaaaaaa!

Clara disse...

Artur é um lindo nome! E esse amor de tia é realmente lindo... Afinal é possivel não amar uma criança, ainda mais chamada Artur? :)

Juan Moravagine Carneiro disse...

Andei meio ausente por vários motivos, mas aos poucos estou voltando

abraço!